Aprovado aumento de punição para quem bloquear vias públicas

O Plenário do Senado aprovou, nesta quinta-feira (7), a Medida Provisória 699/2015, que aumenta a punição para quem utilizar veículos para bloquear vias públicas.
O texto foi aprovado sob a forma de projeto de lei de conversão (PLV), que inclui pedestres entre os que podem ser punidos e faz dezenas de outras mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB — Lei 9.503/1997).
Atualmente, o Código de Trânsito considera o bloqueio proposital de via como infração gravíssima e prevê multa de R$ 191,54, assim como apreensão do veículo.
A MP cria uma nova categoria de infração de trânsito, definindo-a como “usar o veículo para interromper, restringir ou perturbar a circulação na via”. De acordo com o PLV aprovado, relatado pelo senador Acir Gurgacz (PDT-RO), em vez de multa de 30 vezes o valor normal (R$ 5.746,20), como previsto no texto original, ela será de 20 vezes (R$ 3.830,80). Essa multa será dobrada em caso de reincidência no período de 12 meses.

Críticas
Editada em novembro de 2015, a medida, segundo a oposição, foi uma reação do governo ao protesto de algumas lideranças de caminhoneiros que bloqueou estradas em 14 estados.
Pelo fato de o movimento não ter tido a adesão da maior parte da categoria, o Executivo argumentou que ele tinha caráter político, pois os caminhoneiros participantes pediam o impeachment da presidente Dilma Rousseff.
O senador Alvaro Dias (PV-PR) criticou a postura do Executivo ao tentar "arrefecer" os caminhoneiros e fez questão de ressaltar que votou contra. Ainda segundo ele, a MP chegou ao Congresso com uma página e termina com mais de 20:
— Uma alteração pontual virou uma verdadeira reforma no Código de Trânsito. Por isso, voto contrário a esse projeto de conversão — afirmou.
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Quando se diz um País democrático deve ser praticado a democracia,o torcedor vândalo vai ao estádio e quebra tudo e até mata, o mesmo vai para delegacia e é liberado, o MST invade patrimônio privado destrói tudo e não dá em nada, mas se um caminho neiro faz greve é arruaceiros, se procura a justiça por causa de seus enteressés não é atendido principalmente se tratando de matéria de direito adquirido e este desgoverno quer marginaliza uma categoria sofrida onde os fretes e salários são vergonhoso as empresas ou melhor as bocas de porca ficam leiloando fretes em sites de cargas sem contar que não pagam vale-pedag o o obrigatório e estadias nem pensar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc Silvio o MST rouba saqueia destrói tudo que querem e não dá em nada já os caminhoneiros ...

      Excluir
  2. Quando se diz um País democrático deve ser praticado a democracia,o torcedor vândalo vai ao estádio e quebra tudo e até mata, o mesmo vai para delegacia e é liberado, o MST invade patrimônio privado destrói tudo e não dá em nada, mas se um caminho neiro faz greve é arruaceiros, se procura a justiça por causa de seus enteressés não é atendido principalmente se tratando de matéria de direito adquirido e este desgoverno quer marginaliza uma categoria sofrida onde os fretes e salários são vergonhoso as empresas ou melhor as bocas de porca ficam leiloando fretes em sites de cargas sem contar que não pagam vale-pedag o o obrigatório e estadias nem pensar.

    ResponderExcluir