BNDES amplia prazo e limite de financiamento de crédito para caminhoneiros

Daniel Teixeira/Estadão
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ampliou o prazo total e o limite de financiamento do Programa BNDES Crédito Caminhoneiro, que tem por objetivo apoiar gastos de manutenção e conservação de caminhões que prestem serviço de frete. As alterações constam na Circular SUP/Adig nº 40/2019-BNDES e valem a partir de hoje.


Assim, o prazo de financiamento foi alterado para até 60 meses, incluindo até 12 meses de carência (com no mínimo 3 meses). Já o limite de financiamento por transportador autônomo de cargas subiu para R$ 100 mil.

Além disso, o banco de fomento estabeleceu o teto de R$ 20 milhões como limite por operação, o que "só se aplica no caso de operação com as Beneficiárias Finais" - ou seja, transportadores autônomos de carga residentes e domiciliados no País, inscritos no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga (RNTRC), e cooperativas de transporte rodoviários de cargas inscritas no RTNRC.


Os itens financiáveis no Programa BNDES Crédito Caminhoneiro são seguro do bem, gastos com manutenção e serviços gerais de oficina, aquisição de autopeças e aquisição de pneus.

Em relação à taxa de juros, será composta por 1,45% ao ano de remuneração do BNDES, mais a taxa cobrada pelo banco credenciado (a ser negociada com o contratante) e o custo financeiro - taxa de longo prazo (TLP), taxa Selic ou taxa fixa BNDES (TFB).

A circular do BNDES define, ainda, que poderão ser atendidos os pedidos de financiamento protocolados no banco de fomento até as 20h de 26/5/2020, inclusive para reapresentação de operações.
FONTE: Estadão Conteúdo

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Mas quando vamos ao banco saber desse financiamento ninguém sabe de nada. Dizem que isso é só boato. Pelo menos e o que dizem aqui em Sete Lagoas-MG Bancos da caixa.

    Parabéns pelo belo trabalho.

    ResponderExcluir

Nunca publique suas informações pessoais, como por exemplo, números de telefone, endereço, currículo etc. Propagandas, desrespeito ou ofensas não serão toleradas nos comentários.