Venda de implementos apresenta sinais de recuperação

A Associação Nacional do Fabricantes de Implementos Rodoviários (ANFIR) divulgou na última semana o relatório de venda de implementos de janeiro a outubro de 2017. Destaque para a redução na queda das vendas. 
Segundo os dados da entidade, de implementos de janeiro a outubro de 2017 foram comercializados 19.974 reboques e semirreboques, queda de apenas 0,58% em relação ao mesmo período de 2016. Se comparado aos meses anteriores as diferenças em relação ao ano anterior vem diminuindo, em julho a diferença era de 12,19%, passou para 8,14% em agosto e chegou a 6,19% em setembro. 
Dos quinze tipos de implementos considerados pela Anfir, seis apresentaram crescimento nas vendas de janeiro a outubro em relação ao ano anterior. São eles, basculante (10,09%), porta contêiner (5,31%), baú carga geral (50,71%), dolly (13,45%), baú lonado (33,77%), tanque de carbono (12,15%) e tanque de alumínio (69,57%).
Já o segmento de carrocerias sobre chassi também apresentou redução na queda de vendas. De acordo com os dados da Anfir, de janeiro a outubro de 2017 foram comercializadas 27.711 carrocerias, queda de 13,76% em relação ao mesmo período de 2016. Se comparado aos meses anteriores as diferenças em relação ao ano anterior vem diminuindo, em julho a diferença era de 21,68%, passou para 18,35% em agosto e chegou a 17,27% em setembro. 
Somando-se o número de reboques e semirreboques comercializados com o total de carrocerias sobre chassi vendidas chega-se ao total de geral de 47.685 unidades comercializadas de janeiro a outubro de 2017. Queda de apenas 8,69% em relação mesmo período de 2016. 
O relatório da Anfir traz ainda dados do mercado externo. Segundo a entidade de janeiro a outubro deste ano foram exportados 2.897 implementos, queda de 9,61% em relação ao ano anterior.
A retomada gradativa nas vendas de implementos acompanha a volta do crescimento na comercialização de caminhões e reflete a confiança na retomada do crescimento econômico do país. 


Confira na íntegra os dados da ANFIR: CLIQUE AQUI 

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário