JSL apresenta lucro liquido de R$1,1 milhão no 3º trimestre de 2017

A JSL reitera sua visão de que a diversificação de clientes, de serviços e setores da economia é o fundamento da resiliência das receitas e crescimento orgânico verificados nos últimos anos da companhia. Na JSL logística, por exemplo, foi constatada ao final do 3T17 uma sinalização de retomada econômica, derivada de maiores volumes em diversos segmentos, dentre eles os setores Automotivo, Papel e Celulose e Agronegócio. Por sua vez, a Movida segue com foco em execução e na evolução dos processos operacionais.
No terceiro trimestre de 2017, a JSL apresentou uma Receita Líquida Consolidada de R$ 1,9 bilhão, um crescimento de 12,7% em relação ao ano anterior, ratificando a solidez da companhia, bem como a capacidade de execução. A Receita Líquida Consolidada foi composta por: R$ 1,4 bilhão de Receita de Serviços e R$ 505, 9 milhões de Receita com Venda de Ativos.
O EBITDA totalizou R$312,4 milhões e a Margem EBITDA atingiu 22,6% no 3T17, compostos principalmente por:

JSL Logística: EBITDA de R$225,8 milhões (+8,8% a/a), com Margem EBITDA de 23,1% (+1,4 p.p. a/a). Esta melhoria no EBITDA é explicada pelo início da retomada da atividade econômica em alguns setores e consequente aumento do volume dos clientes, bem como pela contínua gestão dos custos operacionais e despesas administrativas do negócio. Estes primeiros sinais de retomada econômica devem corroborar ainda mais para que a companhia continue em sua trajetória de crescimento orgânico e foco em eficiência operacional e rentabilidade.

Movida: EBITDA de R$84,2 milhões (+18,4% a/a), com Margem EBITDA de 32,7% (-2,3 p.p. a/a). Na comparação anual a Movida entregou uma receita líquida com crescimento de 40,1%, fruto de um aumento de 32,3% nas diárias RAC e uma taxa de ocupação de 74%. Em adição, a companhia manteve seu foco em execução e na evolução dos processos operacionais. Os primeiros resultados começaram a aparecer neste trimestre, destacando-se o aumento de recuperação de créditos vencidos, readequação dos níveis de provisionamento e estabilização das perdas com veículos roubados.
Vale ressaltar também a gestão de passivos e reestruturação do perfil da dívida da JSL, principalmente visando o aumento de seu prazo médio e a criação de novas fontes de captação. A JSL finalizou a emissão de um bond inaugural no mercado internacional de capitais, com volume de US$325 milhões e prazo de 7 anos, uma evolução significativa quando comparado ao prazo médio obtido no mercado doméstico, em torno de 2,5 anos. A gestão de passivos da JSL é um trabalho contínuo, que somado à disciplina financeira da Companhia, deve aprimorar o perfil do endividamento e a estrutura de capital da JSL nos próximos períodos.
As Despesas Financeiras Líquidas somaram R$169,9 milhões no 3T17 ante R$185,1 milhões no 3T16 (-8,2% a/a). O decréscimo na comparação anual está principalmente relacionado à queda da taxa SELIC e a consequente redução do custo médio da dívida bruta. Por outro lado, as despesas financeiras líquidas cresceram 11,0% em comparação ao 2T17, sobretudo devido ao impacto pontual da gestão de passivos que elevou o nível de caixa e, portanto aumentou o custo do carrego do mesmo ao longo do trimestre.
O Lucro Líquido foi de R$1,1 milhão no 3T17, reflexo do aumento de volumes na logística e melhorias operacionais na Movida e também do impacto negativo do efeito não-caixa de R$11,2 milhões, derivado da reclassificação do lucro da venda secundária das ações da Movida, que pela regra contábil deverá transitar pelo patrimônio líquido, e não pelo resultado.
Além do resultado líquido positivo, é importante destacar a sinalização de retomada do volume em alguns setores da logística, que indicam maior probabilidade de um ambiente macroeconômico mais favorável nos próximos trimestres. Em adição, o foco em melhoria de processos na Movida começa a demostrar seus primeiros efeitos. Estes dois cenários poderão gerar no futuro resultados superiores e uma geração de caixa consolidada mais robusta.
FONTE: JSL 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário