As fases do sono do motorista

No transporte rodoviário de cargas, o sono dos condutores ainda provoca muitos acidentes. O motorista dorme na direção e o veículo deriva para um dos lados provocando colisão com outros veículos ou a sua saída da pista. Neste caso as características são quase sempre as mesmas: o veículo deriva lentamente para a lateral da rodovia, cai no acostamento e sai da pista (sem deixar marca de frenagem). O motorista acorda, se assusta, puxa o volante e o tombamento acontece.
Exames médicos para identificação dos distúrbios do sono são ferramentas eficientes na prevenção. No entanto, sozinho na cabine e enquanto não temos na frota tecnologia para detectar o início das fases do sono, temos que contar com o "autodiagnóstico" pelo condutor.
Por isso, nos nossos treinamentos de Prevenção de Acidentes, mostramos as 5 fases do sono no volante:

1ª. Fase: O condutor começa a bocejar e as piscadas ficam mais demoradas (mais lentas para abrir: as pálpebras ficam mais “pesadas").

2ª. Fase: O condutor começa a mudar de posição no banco: escorrega para um lado, para outro, mexe com a perna, tira o sapato, põe o pé no painel, etc.
3ª. Fase: Põe a mão na nuca, na cabeça, na testa, coça a orelha, o nariz. Aperta os olhos com os dedos.

4ª. Fase: “Ajeita” o banco. Muda o encosto do banco de posição. Se estiver reclinado deixa de pé. Se estiver de pé, deixa reclinado. Caminhoneiro tem uma posição "clássica": passa a dirigir debruçado sobre o volante. Achando que está em busca de uma posição confortável para dirigir, o cérebro busca uma posição confortável para dormir.

5ª. Fase: Já suficientemente relaxado, o cérebro "apaga" (“puxa o cérebro da tomada”). E poucos segundos nessa condição são suficientes para um grave acidente.

Por isso: se o condutor perceber que está na 1ª fase do sono, deve parar em local seguro. Tomar água ou café, ir ao banheiro, andar um pouco, etc.
Ao voltar a dirigir, se o sono voltar, deve simplesmente estacionar em local seguro e DORMIR! Se insistir em dirigir com sono, poderá se envolver em um acidente grave.
A diferença a partir desse treinamento é que o conhecimento liberta: aumenta o nível de consciência. Toda vez que o motorista de caminhão ou automóvel iniciar essas fases do sono enquanto dirige, lembrará do treinamento e terá chance de evitar uma tragédia.
ARTIGO: Eng. Rubem Penteado de Melo, MSc.

 Receba por Email

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário