Volvo CE celebra produção do caminhão articulado nº 75.000

A Volvo Construction Equipment está celebrando a produção de seu caminhão articulado número 75.000. A Volvo CE inventou o conceito do caminhão articulado e é líder neste segmento. Praticamente a metade de todos os equipamentos deste tipo já fabricados mundialmente leva a marca Volvo.
Mais de meio século após ter produzido a primeira unidade, a Volvo Construction Equipment continua na liderança desse mercado. Calcula-se que cerca 50 mil caminhões articulados ainda estejam em uso em todo o mundo.
A máquina número 75.000 deixou a linha de produção no final de junho, na mesma fábrica onde o primeiro modelo - o DDR631 ou ”Gravel Charlie”' - foi feita em Braås, na Suécia. O articulado 75.000 é um A45G da nova geração, com suspensão completa. Ele foi adquirido pelo cliente norueguês Leonhard Nilsen & Sønner AS.
A produção do caminhão articulado número 75.000 foi comemorada modestamente: os trabalhadores da fábrica celebraram a conquista tomando sorvete. Logo após, voltaram ao trabalho, para atender a demanda que está fazendo com que a Volvo conquiste uma fatia ainda maior do mercado de caminhões articulados.

Desenvolvimento permanente
A Volvo CE já fez mais caminhões articulados do que todos os seus concorrentes juntos. Ao longo dos últimos 51 anos, os modelos aumentaram em tamanho, capacidade, potência e sofisticação tecnológica. A primeira máquina, com capacidade de 15 toneladas, construída em 1966, poderia hoje ser encaixada na carroceria do caminhão articulado A60H – o “carro chefe” de 55 toneladas atualmente produzido pela Volvo.
Mais de meia década de experiência encontra-se a bordo de cada uma das máquinas Volvo. O engate alto das versões atuais proporciona melhor estabilidade e distância do solo e a direção hidromecânica oferece estabilidade em alta velocidade. As embreagens de escoras e a troca automática entre 6X4 e 6X6 não só impulsionam a máquina em todas as condições, mas o fazem com desgaste mínimo e máxima eficiência de combustível.
"Não há dúvida de que temos o melhor produto”, diz Esbjörn Fritzell, vice-presidente da plataforma de negócios de caminhões articulados da Volvo CE. "O fato de que muitos de nossos caminhões ainda estão trabalhando em todo o mundo é um testemunho de sua utilidade e durabilidade. É quase impossível acabar com um caminhão articulado Volvo!", diz o executivo.
Embora tenha demorado um pouco para o mundo apreciar plenamente os benefícios dos caminhões articulados, atualmente as máquinas estão tendo uma demanda jamais vista, trabalhando como equipamentos de produção em minas e em todos os tipos de projetos de infraestrutura. Esse movimento de mercado está impulsionando uma tendência de procura por modelos maiores, como  caminhão número 75.000 da classe de 41 toneladas recém apresentado - o A45G. O A60H da Volvo CE é o maior do mercado e é capaz de proporcionar uma produção 40% superior à do A40G, o maior modelo anterior da Volvo, com quase nenhum aumento nos custos contínuos de propriedade.
"Não há muitas empresas que possam dizer que continuam sendo líderes do mercado meio século após terem inventado um conceito", diz Håkan Ask, líder da plataforma de negócios para caminhões articulados da Volvo CE. "Mesmo tendo produzido 75 mil unidades, ainda estamos apontando o caminho neste segmento, construindo máquinas mais produtivas e eficientes em termos de combustível que causam inveja no setor", conclui.

História
- A Volvo inventa o conceito de caminhão articulado em 1966.
- Em 1981, a Volvo chega ao marco de 10.000 unidades.
- Com o A25C Volvo, alcança a fabricação de 25.000 unidades em 1996.
- Em 2006 a Volvo produz o caminhão articulado número 50.000.
Em 2016, a Volvo supera as 70.000 unidades e lança o A60H, o maior caminhão articulado do mundo.
FONTE: Volvo 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário