Protesto contra aumento nos combustíveis terá bloqueios em rodovias do Mato Grosso

Os bloqueios devem ocorrer simultaneamente, na próxima terça-feira (1º) nas principais rodovias. No Nortão estão previstos em dois trechos da 163, em Sinop (proximidades do parque de exposições) e em Matupá. Em Rondonópolis na 364, em Barra do Garças na BR-070, em Comodoro (Oeste) na BR-174, Vila Rica (Araguaia) na BR-158. A definição prévia dos pontos de interdições ocorreu entre lideranças estaduais e nacionais. O manifesto vai começar a partir da 6h. A informação foi confirmada pelo representante do Movimento dos Transportadores de Grãos (MTG), Gilson Baitaca, ao Só Notícias. Ainda será confirmado se vai ser impedido, por exemplo, o tráfego de carros e ônibus.
“Em Mato Grosso, estamos praticamente definidos com os bloqueios. Estamos tentando juntar mais forças para definir como será feito a interdição em Matupá (Nortão). Desta forma ficaremos com todos os pontos assegurados apoiando a interdição nacional”, disse.  Ainda de acordo com Baitaca, as rodovias federais no Estado devem ser bloqueadas por caminhoneiros e transportadores em todas as regiões do país. Eles são contrários ao aumento na tributação sobre os combustíveis anunciado pelo governo federal, na última quinta-feira (20), que encareceu, em média, em R$ 0,46 por litro de diesel, R$ 0,41 o litro da gasolina, R$ 0,20 o litro etanol.
“Conversamos com várias lideranças de alguns Estados e de Mato Grosso. Caso o governo não recue com o decreto do aumento do imposto dos combustíveis devemos paralisar as atividades. Temos que nós levantar contra essa atitude criminosa do governo, em descarregar essa carga sobre o setor de transporte e a sociedade brasileira para pagar gasto da corrupção. O rombo foi causado pela corrução e não pela classe trabalhista deste país. É hora de fazer valer nosso direito”.
Os bloqueios também devem ocorrer nas ciadades de Viana (ES), na BR- 262; Itajaí (SC), BR 101; Santa Cecília (SC), BR 116; Araraquara (SP),  SP-310; São Luiz Gonzaga (RS),  BR 285; Poções (BA), BR-116; Navegantes (SC) e Camaquã (RS), BR-470.
Conforme Só Notícias já informou, o frete deve ficar 4% mais caro em Mato Grosso. O reajuste é um reflexo da alta do Pis e Cofins anunciados pelo governo federal na última quinta-feira e o Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de Mato Grosso (SINDMAT) informou, que o reajuste deve ser repassado, de imediato, para os contratantes. 
FONTE: Só Notícias 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário