Cai o número de transportadoras e caminhoneiros autônomos

Na última quinta-feira (1) a Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou o Anuário CNT do Transporte 2017. O documento publicado na íntegra na internet reúne mais de 800 tabelas que mostram a evolução de todos os modais (rodoviário, ferroviário, aquaviário e aéreo), ao longo dos últimos anos.
Dentre os dados apresentados na segunda edição do anuário destaca-se a redução no número de transportadoras, caminhoneiros autônomos e cooperativas de transportes de 2015 para 2016.
Segundo a CNT, o número de transportadoras que era de 156.765 em 2015 caiu para 111.743 em 2016, uma redução de 29%. Já o número de caminhoneiros autônomos apresentou uma queda de 23%, passando de 723.807 em 2015 para 553.643 em 2016. O número de cooperativas de transporte também apresentou queda no período analisado. Segundo o anuário a categoria apresentou uma queda de 17%, passando de 329 em 2015 para 274 no ano passado.
De acordo com a CNT, os dados do anuário são baseados nos números das Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que recentemente atualizou o Registro Nacional do Transportador Rodoviário de Carga (RNTRC), portanto a queda apresentada pode ter como justificativa o encerramento de cadastros que estavam incorretos. 
Outro ponto que pode ter contribuído para a queda nos números do transporte rodoviário de cargas é o encolhimento no PIB (Produto Interno Bruto) do setor, que apresentou uma redução de 7,1% no último ano, mais que o dobro do PIB nacional (-3,2%).
Os dados do Anuário CNT do Transporte 2017 podem ser conferidos na íntegra através do seguinte endereço: anuariodotransporte.cnt.org.br.

TEXTO: Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário