Aumento nos roubos nas estradas do RJ obriga caminhoneiros a usarem guias

Com o aumento nos índices de roubo, aumenta o mercado para os chapas, que são homens que guiam os caminhoneiros que vêm de outros estados do país. Eles têm sido cada vez mais procurados para garantir o trajeto mais seguro até o destino das cargas.
O ponto de encontro dos caminhoneiros com os chapas é sempre um ponto de apoio muito frequentado às margens das estradas. No local, os chapas se oferecem para trabalhar. Como o próprio nome usado para a função diz, já que chapa é considerado um amigo de todas as horas, a confiança é fundamental nesse serviço.
“Meu trabalho é importante porque a gente leva sempre no lugar certo, dando apoio ao motorista. Eu penso na segurança e também na altura”, explicou Carlos Emanuel Santos, que trabalha guiando caminhoneiros há quase 30 anos.
Toda semana, o caminhoneiro Marcos Gomes de Souza transporta 30 toneladas semanalmente do Paraná ao Rio de Janeiro. Ele conta que acha impossível rodar tranquilo no Rio.
“A gente acaba utilizando os serviços dos meninos chamados como chapa porque a gente a tem a preocupação com a carga e o trânsito. Às vezes você pega o endereço e fala ‘eu sei ir até o local’, mas não é simples assim. Às vezes você pode chegar numa esquina e chega ali tá interditado. O que fazer? Você já não vai saber o que fazer. Eles como conhecem muito bem a região vai ter outro acesso para te levar com segurança”, explicou o caminhoneiro, dizendo que com os chapas é mais fácil evitar áreas de risco.
O Sindicato dos Caminhoneiros afirmou que a violência é a principal preocupação dos motoristas que chegam ao Rio. Os assaltos são tão frequentes que já tem transportadora recusando viagem para a cidade. O problema fez aumentar em 40% a procura pelos chapas nos últimos meses.
“Tem muitos caminhoneiros que não vêm mais para o Rio de Janeiro. Eles estão assustados com tanto roubo de carga que existe no nosso estado. O motorista hoje ele tem medo de errar o caminho. O motorista não sabe onde tá os lugares mais perigosos. Então o chapa além de levar ele no endereço certo, o chapa também é uma companhia pra ele chegar ao destino dele”, explicou Bruno Kaiser, diretor do Sindicato dos Caminhoneiros.
FONTE: G1 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário