Marcopolo confirma que pretende desativar produção de fábrica em Caxias do Sul

A fabricante caxiense de ônibus Marcopolo analisa como vai desativar a fábrica do bairro Planalto em Caxias do Sul. Na planta, trabalham cerca de mil funcionários de um total de cerca de 8 mil. No local, são fabricados os miniônibus da marca Volare e os micro-ônibus da marca Senior. Outra unidade que fabrica o mesmo veículo é a de São Mateus no Espírito Santo, inaugurada em 2014. No entanto, a empresa garante que a produção de Caxias do Sul não sairá do Estado. 
Apesar de não confirmar que a transferência de fabricação do bairro Planalto para as outras unidades em Caxias já começou, fornecedores relatam os primeiros sinais da mudança neste início de ano, com entrega de mercadorias para a fábrica da Neobus no bairro Ana Rech, empresa que foi incorporada pela Marcopolo no ano passado. A assessoria de imprensa diz que a principal estratégia que vem sendo traçada é de que uma parte da produção fica na Neobus e a outra na matriz da Marcopolo, as duas no bairro de Ana Rech. 
A média atual de fabricação de veículos Volare em Caxias é de cerca de sete miniônibus por dia, mas a empresa disse que já chegou a produzir 18 antes da crise. Na fábrica da Volare no Espírito Santo, a média é de três unidades e são cerca de 100 funcionários. Havia uma previsão de contratação de até mil trabalhadores, o que não se confirmou pela redução das vendas de veículos pesados no mercado brasileiro. A ociosidade é a justificativa para os ajustes que estão sendo feitos. Sobre datas, custos e demissões ainda não há definições divulgadas pela fabricante de ônibus.
FONTE: Gaúcha 

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário