Transporte e içamento de peça gigantesca uniu equipes de três grandes empresas em SP

O desafio era levar por 80 km, do fabricante em Sertãozinho à Usina em Américo Brasiliense, uma peça projetada pela Bosch Engenharia de dimensões fora do comum: 6,90m de largura e 7,60m de altura, além de 24,20m de comprimento. Foram mais de três meses de planejamento conjunto, envolvendo engenheiros das empresas Bosch Engenharia, Fama Transportes e Locar Guindastes e Transportes Intermodais. 
A largura do “cozedor” impedia sua passagem pelas laterais dos pedágios e sua altura impossibilitava a passagem sob viadutos.  O caminho possível encontrado incluiu trechos internos de canaviais, em que a estabilidade do conjunto transportador de 16 linhas de eixo da Locar foi colocada à prova! Foram necessários oito dias para o deslocamento.
A parceria entre Locar e Fama envolveu também a colaboração e acompanhamento de empresas concessionárias de telefonia e energia, para desligamento das redes durante a passagem da carga. E, ainda, da concessionária da rodovia, para acompanhamento nos trechos de asfalto.
Vencido o desafio do transporte, a operação de descarga e colocação do cozedor na base também exigiu soluções novas. O local em que o cilindro seria instalado superava a altura dos maiores pórticos disponíveis: foram construídas bases de três metros para elevar os pórticos e atingir os 19,5m necessários, em um ambiente confinado. Foram mais três dias de trabalho para descarga e posicionamento.
Todos os equipamentos utilizados para a operação eram de propriedade da Locar. A parceria com a equipe da Fama Transportes, que coordenou as ações com as concessionárias, foi fundamental para o sucesso da empreitada.
FONTE: Locar 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário