Scania registra crescimento nas vendas e lucro recorde

A Scania divulgou na última sexta-feira (17) o relatório de vendas da marca durante todo o ano de 2016. Destaca-se o recorde nas vendas líquidas e na receita de serviços. 
Segundo os dados da montadora, em 2016 as vendas líquidas registraram um crescimento de 10% subindo para um nível recorde de quase 104 milhões de coroas suecas, resultado do número recorde de vendas de caminhões e ônibus ao longo de um único ano. 
Segundo Henrik Henriksson, Presidente e CEO da Scania, a posição da Scania no mercado europeu continua forte, com uma participação no mercado de 16,5%. Henriksson destaca ainda que a necessidade de substituição dos modelos em circulação e a economia favorável do mercado europeu contribuíram de forma significativa para os números alcançados ao longo de 2016. 
Em relação a outros mercados que a Scania está presente, Henrik Henriksson relevou que as vendas de caminhões permaneceram em níveis baixos na América Latina, principalmente devido à incerteza econômica vivenciada no Brasil. Já na Eurásia as vendas apresentaram um leve crescimento. 
A Scania destacou ainda que o resultado operacional chegou a 6.384 milhões de coroas suecas em 2016. Porém esse mesmo resultado foi afetado de forma negativa pela investigação da União Européia em relação a formação de cartel das principais montadoras do continente. A investigação resultou em uma perda de 3,8 milhões de coroas suecas, segundo a montadora.  
Acompanhando os bons números de 2016, o segmento de serviços apresentou uma receita recorde de 22 milhões de coroas suecas, um aumento de 5% em relação ao ano anterior. 
Por fim Henrik Henriksson destacou o sucesso imediato da nova geração de caminhões Scania no mercado europeu, segundo o presidente, todos os aspectos dos novos modelos foram elogiados. Aspectos esses que se combinados com os serviços sob medida oferecidos pela Scania podem aumentar o potencial de ganho dos clientes. 

TEXTO:
Lucas Duarte
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário