Eyde Esteves: A mulher que conquistou seu primeiro caminhão com o apoio do pai

Foi se o tempo que a profissão de caminhão era exclusivamente uma tarefa para homens, prova disso é o grande número de mulheres que estão investindo na profissão nos últimos anos. Ciente da grande força de trabalho que possuem, muitas transportadoras abriram suas portas e estão investindo cada vez mais na profissionalização dessas mulheres. 
Porém uma história semelhante chamou a atenção nos últimos dias nas redes sociais. Eyde Esteves, uma jovem que aos 26 anos adquiriu seu primeiro caminhão com o apoio do pai.
Nascida em uma família de caminhoneiros e desde pequena sempre acompanhando o pai nas estradas de todo o país, Eyde se apaixonou pela profissão. Aos 21 anos, tirou sua habilitação para caminhões e passou a trabalhar como dupla do pai fazendo a linha do Sul a cidade de Belém do Pará. Abordo de uma Scania 111s, o famoso "Jacaré", Eyde passou a aprender com o pai a dominar o caminhão. "Meu pai sempre me incentivou e me deixava dirigir no pátio do posto sempre que parava para abastecer foi assim que fui aprendendo", revelou. 
Eyde destaca também as dificuldades enfrentadas com o pai na estrada, mas o espirito batalhador fizeram com que todos os obstáculos fossem superados, “Lembro-me que meu pai teve uma vez uma Mercedes 1924 que deu muito trabalho, sempre viajávamos em família e às vezes ficávamos quebrados na estrada... Passamos algumas dificuldades, mas meu pai sempre foi batalhador. Um exemplo pra mim, eu era muito apegada a ele, talvez por isso me espelhasse nele", comentou.
Aos 26 anos o pai de Eyde decidiu que já era hora da filha adquirir o seu próprio caminhão, com isso, Eyde adquiriu um Scania P340. A aquisição do caminhão trouxe ainda mais uma surpresa, um marido. Em uma de suas viagens a Gravataí, Rio Grande do Sul, Eyde conheceu Lucas, e se casaram a cerca de dois anos 
A nove anos na estrada Eyde revela que está muito feliz na profissão que escolheu e que o caminhão foi um dos grandes responsáveis pelas conquistas de sua vida, como por exemplo, uma profissão, um esposo e a casa própria.  

TEXTO: Lucas Duarte
Com informações: Malu Silva
Blog Caminhões e Carretas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

2 comentários: