Scania e Martin Brower: Parceria que alimenta

Quem nunca se questionou sobre a origem das coisas e como elas chegaram até determinado lugar que atire a primeira pedra. E estamos aqui falando de coisas no sentido mais literal da palavra: de que forma o trem foi colocado em cima do trilho à origem do guardanapo que o garçom nos entrega na lanchonete – e, neste caso, a história da Martin Brower pode nos dar a resposta. “Costumo brincar que levamos batata até o canudo. Tudo o que você vê servindo nestes lugares fomos nós que entregamos”, afirma Lucas Patury, diretor de operações da Martin Brower. “O mix de sorvete, a tampa do copo, todos os ingredientes”, ressalta, comentando que a operação de entrega dos itens é exclusiva da empresa, conhecida no mercado por fornecer soluções logísticas para cadeias de restaurantes. Entre seus clientes estão redes como Subway, Cinépolis, Cinemark, Bob’s e, a mais antiga e uma das mais famosas, o McDonald’s, que está na carteira da empresa desde 1956.
Donos de uma frota de proximadamente duzentos veículos, além de outros duzentos terceirizados, a Martin Brower conta com quase sessenta caminhões Scania para transportar a mais vasta gama de produtos para todos os clientes – focando, especialmente no McDonald’s. “Para os outros clientes, os não McDonald’s, a maioria do transporte é terceirizado e temos menos controle sobre o tipo de veículo, focando mais no nível de serviço”, ele explica, contando que constantemente fazem cotação de preços de veículos e que trabalham com uma vasta gama deles, entre leves e pesados.

Colaboração Eficente
Com o objetivo de tornar o trabalho dessas redes mais simples e focado apenas no negócio delas, a Martin Brower busca oferecer o melhor tipo de entrega para que os clientes não precisem se preocupar
com o supply. Pensando nisso, a empresa recentemente realizou a compra de oito caminhões Streamline Scania, cinco do modelo 400 e outros três do modelo 440. A escolha foi feita com base em diversos
testes entre marcas concorrentes, mas resultou na compra dos Streamline pelo custo-benefício, entre outros aspectos. “Fizemos diversos test-drives, mas pela litragem do motor, a média do Scania sempre vai ser melhor que a dos outros”, explica Jean Marcelo Moreira da Silva, coordenador de manutenção de veículos pesados do Centro de Distribuição Food Town, da Martin Brower. Ele, que é motorista carreteiro há 18 anos e há quase 11 entrou na operação do McDonald’s na Martin Brower, já participou de três edições do Melhor Motorista de Caminhão do Brasil, hoje Scania Driver Competitions, e conquistou o primeiro lugar nas etapas regionais de São Paulo em 2010 e 2012, e a terceira colocação na de 2014.
“O Scania é uma máquina tropicalizada, que atende de norte a sul, do Oiapoque ao Chuí”, comenta Jean, dizendo ainda que, além da boa média, a marca também ganha dos concorrentes em relação
ao atendimento das Casas Scania e aos benefícios após a compra. “A gente opera de Roraima ao Rio Grande do Sul. E caminhão não marca hora para quebrar, quando ele quebra, é às 4h da manhã de um
domingo. Precisamos de uma rede confiável de assistência no Brasil inteiro, e isso a Scania tem”, complementa Lucas. Mas não é só a parte operacional da empresa que leva vantagem. A paixão também faz diferença na hora da escola. “Os motoristas gostam de dirigir Scania, eles ficam felizes. E quando eles dirigem felizes, eles fazem uma média boa, conservam mais o veículo”, afirma.

Contrapartida
Apesar de já ter comprado veículos da Scania no passado, convencer a empresa a adquirir novos caminhões da marca não foi tão fácil: “Havia caminhões de outras marcas que eram mais baratos, mas eu insisti que, a longo prazo, os da Scania seriam melhores em termos de manutenção, durabilidade, conservação e até de preço de revenda”, lembra Jean, que levou em consideração, para a decisão,
tudo o que aprendeu no treinamento dado aos finalistas do concurso “Melhor Motorista de Caminhão do Brasil”. “Depois de muito estudo no MMCB, eu consigo ajudar a dizer, com propriedade, o que
funciona e o que não”, revela.

Ficha Técnica
Conheça as especificações dos veículos adquiridos:
• Em todas as estradas e com todos os tipos de carga, essa linha de caminhões rodoviários Scania reúne força e desempenho, garantindo a maior economia de combustível.
• Disponível em dois modelos – normal (3.340 mm) e highline (3.540 mm) -, a cabine Scania série R foi feita para deixar o trabalho diário na estrada o mais confortável possível, independentemente da viagem.
• São duas configurações de leito: inferior de 900 mm e superior de 700 mm.
• As combinações de chassis, motores e cabines oferecem mais possibilidades, de caixas de mudanças e resistência do quadro até altura do chassi e sistemas de suspensão. Não importa qual seja a combinação, você pode esperar potência, economia e força.
• Da série R, a Martin Brower adquiriu cinco unidades R 400 A 4×2 e outras três R 440 A 4×2.
FONTE: Scania 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário