Felipe Giaffone larga na pole em Londrina

Felipe Giaffone deu importante passo para se sagrar tetracampeão da Fórmula Truck na última e decisiva corrida deste sábado às 16 horas no Autódromo Ayrton Senna, em Londrina. Na tarde desta sexta-feira ele deu um show no Top Qualifying e garantiu a pole position da décima prova da temporada. Além de assegurar o ponto extra e passar a ter 29 de vantagem para Paulo Salustiano, ele também igualou o recorde de pole positions de Wellington Cirino, que também pode deixar de ser o único tetracampeão da mais popular categoria do automobilismo da América do Sul, caso Giaffone repita seus títulos de 2007, 2009 e 2011. Agora, os dois largaram 29 vezes na frente e, caso vence neste sábado, Giaffone supera o próprio Cirino e iguala Renato Martins na quantidade de primeiros lugares. Ele já subiu 26 vezes no lugar mais alto do pódio.
Mas na corrida na tarde deste sábado, dia do aniversário de Londrina, Felipe Giaffone promete ser bastante conservador. Mas não muito. Ele garante que não pode perder a concentração e explica o que fará na corrida.
``Não dá para dizer que a taça está na mão, pois já sou calejado de corridas e digo que conquistei pontos importantes, pois além de marcar um, o Salustiano não marcou. Ganhei um e tirei um dele e com isso minha vantagem passou para 29 pontos (351 a 322).Vamos fazer uma grande revisão no caminhão, quero dormir bem para não fazer bobagem na corrida e sei que não preciso ganhar, mas também não posso tirar o pé e deixar os outros passarem. O acerto do meu caminhão será conservador, mas vou guiar normalmente, pois se for muito cauteloso eles me engolem e fico no pelotão que podem acontecer mais acidentes``, analisa Giaffone.
Na corrida deste sábado às 16 horas estarão em disputa 52 pontos: 25 pela vitória em cada uma das fases, e mais um extra em cada etapa para quem fizer a volta mais rápida.
Paulo Salustiano, o vice-líder do Campeonato Brasileiro e o único que ameaça Giaffone, enfrentou problemas de acerto no seu caminhão e larga somente na oitava colocação, a última entre os que se classificaram para o Top Qualifying. Salu tem o vice-campeonato ameaçado, matematicamente, por Diogo Pachenki, que precisa de uma combinação de resultados para garantir a conquista.

Grid de largada da última etapa da Fórmula Truck, em Londrina:

1) Felipe Giaffone (RM Competições-MAN), 1min37s116, média de 115,9 km/h
2) Roberval Andrade (Dakar Motorsports), 1min37s705
3) Wellington Cirino (ABF Mercedes-Benz), 1min37s883
4) Diogo Pachenki (Copacol Truck Racing), 1min37s883
5) David Muffato (MAN TGX), 1min38s417
6) Leandro Totti (Clay Truck Racing), 1min38s432
7) André Marques (Volkswagen Constellation), 1min38s450
8) Paulo Salustiano (ABF Mercedes-Benz), 1min38s513

Pilotos que não se classificaram para o Top Qualifiyng
9) Adalberto Jardim (RM Competições-MAN), 1min39s797
10) Raijan Mascarello (ABF Racing Team), 1min39s822
11) Régis Boessio (Boessio Competições), 1min39s878
12) Joel Mendes Júnior (Fábio Fogaça Motorsports), 1min39s970
13) Djalma Fogaça (DF Motorsport), 1min4 0s067
14) Rogério Castro (ABF Volvo), 1min40s896
15) Débora Rodrigues (RM Competições), 1min41s230
16) Jaidson Zini (DF Motorsport), 1min44s736
17) Beto Monteiro (Lucar Motorsport), sem tempo
18) Luiz Lopes (Lucar Motorsport), sem tempo
19) Duda Bana (DF Motorsport), sem tempo
FONTE: Fórmula Truck 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário