Caminhoneiro britânico faz campanha por motorista morto em ataque

Um caminhoneiro britânico arrecadou mais de 50 mil libras esterlinas via crowdfunding para a família do motorista polonês encontrado morto no caminhão utilizado no atentado a um mercado de Natal em Berlim, nesta segunda-feira (19/12). 
O britânico Dave Duncan disse na página GoFundMe, na qual ele criou a campanha de arrecadação na última terça-feira, que a história de Lukasz Urban, de 37 anos, o deixou "chocado". "Como colega caminhoneiro, decidi chamar a atenção da comunidade e de todos para ajudar de alguma forma", disse Duncan, assinando com as palavras "RIP (Descanse em Paz) Lukazs... Dos caminhoneiros do Reino Unido e além". De acordo com a página, mais de 3,7 mil pessoas já participaram da campanha de doação. 
Ao menos 12 pessoas morreram e 48 ficaram feridas no ataque no mercado de Natal em Berlim. O caminhão com placa polonesa foi sequestrado e jogado contra a multidão de pessoas que frequentava a feira. Urban, que trabalhava na transportadora do primo Ariel Zurawski, foi a primeira vítima do atentado. O corpo dele foi encontrado pelas autoridades na cabine do veículo, com marcas de esfaqueamento e tiros. Zurawski, que descreveu Urban como uma pessoa honesta, fez o reconhecimento do corpo do primo. "Ficou claro que ele lutou pela própria vida. O rosto dele estava inchado e ensaguentado. A polícia me informou que ele sofreu ferimentos à bala. Apesar de ter sido esfaqueado, ele foi morto a tiros", relatou à imprensa polonesa. A autópsia realizada pelas autoridades alemãs verificou que o condutor polonês ainda estava vivo durante o ataque e que foi morto a tiros pouco antes de o autor do crime fugir do local, noticiou o jornal Bild.
FONTE: UOL 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário