Gaúcho conquista o bicampeonato em competição de motoristas da Scania

Nessa quarta-feira (9) e quinta-feira (10) o Posto Estrela Graal, em Queluz (SP) foi palco das provas da semifinal e final do Scania Driver Competitions (SDC), competição de motoristas criada pela própria Scania em 2003 na Europa e que chegou no Brasil em 2005. As edições nacionais anteriores, eram conhecidas como Melhor Motorista de Caminhão do Brasil (MMCB). A competição tem por objetivo valorizar a profissão, incentivar o treinamento e promover a segurança nas estradas.
As provas da semifinal no dia 9 contaram com 60 motoristas que se classificaram  entre mais de 40 mil inscritos, em três fases anteriores. Nessa etapa os motoristas passaram por provas teóricas, com questões sobre legislação, meio ambiente e condução eficaz, além de provas práticas, que testaram sua destreza e seu controle emocional.
Os 27 melhores passaram para a grande final nacional no dia seguinte (10), onde passaram por novas provas de manobras, em que precisaram mostrar toda a habilidade ao volante e ainda correr contra o tempo. Cada eliminatória contou com três motoristas, e apenas um vencedor. Dos 27, restaram nove, que na sequência fizeram nova rodada em trios. Os três melhores se enfrentaram na final, na prova do Rei, em que precisavam derrubar quatro pinos vermelhos com a roda do caminhão, entre dois azuis e em quatro locais diferentes, no menor tempo possível.
Ao final Eliardo João Locatelli, de Carazinho/RS se tornou o primeiro bicampeão da competição de motoristas da Scania no Brasil. Em 2014 o gaúcho havia participado e conquistado seu primeiro título de melhor motorista de caminhão do Brasil. “De quatro tentativas levar duas, é muito gratificante. As provas são muito difíceis e é preciso estar muito bem preparado e concentrado. Voltei a disputar o torneio para tentar realizar o sonho de ter o próprio caminhão. Agora, vou em busca de ser o campeão da América Latina, e será o campeonato da minha vida. Dedico esta vitória a todos os caminhoneiros”, comenta Eliardo. 
O segundo lugar ficou com o catarinense, Ruy Hermes Gobbi, de São José/SC. “Estou sentindo uma alegria imensa. É uma satisfação difícil de explicar. Agradeço minha família e minha transportadora por sempre me apoiar. Os treinamentos que recebemos são muito valiosos para mudar a vida pessoal e profissional”, revelou.
Completando o pódio o baiano de Salvador, Luis Carlos dos Santos, motorista a 6 anos, mas que estava prestes a desistir da profissão antes de se classificar entre os 60 melhores. “Quando venci a etapa de Feira de Santana e me credenciei para a semifinal, comecei a repensar a decisão. Ontem de manhã, quando fui anunciado entre os 27 que disputariam a final, já estava esquecendo a ideia. À tarde, depois de conquistar o terceiro lugar geral e de ter a chance de ganhar um caminhão, nem penso mais em deixar de ser caminhoneiro”, afirma. “Aconselho a todos os motoristas a valorizar sua profissão, a ter mais amor por ela. Quem está pensando em abandonar não faça isso. Depende de nós estudar mais e estar mais bem preparado. Nós movimentamos o Brasil.”
Roberto Barral, diretor-geral da Scania no Brasil também comentou sobre as ações da Scania através do Scania Driver Competitions, “O nosso maior ganho é saber que milhares de profissionais qualificados e treinados pelo Scania Driver Competitions estão contribuindo para a segurança nas estradas e na construção de um setor de transporte mais sustentável e eficiente”. E completou, “Sabemos que o dia a dia do caminhoneiro é cheio de desafios. Por isso, sempre estaremos próximos deles. Nós entendemos que para mudar esta dura realidade é preciso ter uma valorização profissional merecida, e que todos os setores reconheçam a importância do motorista de caminhão para o avanço do setor de transporte e a economia do País. Afinal, estamos falando de profissionais que transportam cerca de 60% das riquezas da nossa nação.”

Premiação
Os 27 melhores da final brasileira ganharam um curso presencial “Master Driver Scania” de 40 horas. Eliardo Locatelli, o melhor motorista de caminhão do Brasil de 2016, recebeu um prêmio no valor de R$ 40.000. Ruy Gobbi ganhou R$ 20.000, e Luis Carlos dos Santos, R$ 10.000. Os três podem usar o montante para compras em rede conveniada e ainda levaram para casa um kit de produtos Ipiranga.
Na final América Latina, o campeão levará o Scania R 440, o vice-campeão, um prêmio de R$ 25 mil, e o terceiro ganhará R$ 15 mil.

Patrocinadores e parceiros
O Scania Driver Competitions conta com o patrocínio da Rede Graal, Librelato e Ipiranga. Os parceiros são C&A, Cargill, Danone e Grupo Pão de Açúcar, além do Centronor, Fabet, NTC&Logística, Pamcary, Polícia Rodoviária Federal, Sest-Senat e WCF, como apoiadores.

TEXTO: Lucas Duarte
CONTRIBUIÇÃO: Scania 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário