Fetcemg participa de ação que vai instalar 45 novas placas educativas no Anel Rodoviário de Belo Horizonte

Uma iniciativa da Federação das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (Fetcemg), do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPMRv) e do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) viabilizará a instalação de 45 novas placas educativas no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, na BR 381 no trecho que vai desde o Km 458 (viaduto de acesso à Sabará) ao Km 473 (saída para Brasília) em ambos os sentidos. A ação visa reduzir o número de acidentes de trânsito por meio da conscientização dos usuários da rodovia sobre medidas importantes de segurança no trânsito.
As placas começam a ser instaladas no dia 29 de novembro. O lançamento da ação ocorrerá das 8h às 10h, no Km 467, do Anel Rodoviário, sentido Rio de Janeiro, próximo ao Shopping Del Rey e contará com a presença do presidente da Fetcemg, Vander Francisco Costa, do comandante do BPMRv, Tentente Coronel PM Ledwan Salgado Cotta e do comandante do Anel Rodoviário, 2º Tenente PM Pedro Henrique Alves Barreiros.
Para o presidente da Fetcemg embora paliativa, a ação pode ajudar a diminuir o número de acidentes. “ Enquanto não temos uma sinalização do Governo Federal de obras eficazes na via, ou mesmo a viabilização do Rodoanel, a única coisa que os cidadãos precisam fazer é cumprir a sua obrigação de trafegar pelo local com segurança e respeito à sinalização”, afirma Vander Costa.
“O objetivo é de preservar vidas, o patrimônio, prevenir acidentes e sensibilizar os motoristas sobre a importância de um trânsito mais seguro. Grande parte dos acidentes que acontecem no Anel Rodoviário poderiam ser evitados. Enquanto não se tem expectativas de obras, crê-se que as placas poderão ajudar muito”, afirma o tenente Pedro Henrique Barreiros.
Acidentes recorrentes e radares desligados
Segundo o tenente Pedro Henrique Barreiros, comandante do policiamento no Anel Rodoviário, passam pelo Anel, em média, 160 mil veículos por dia e as ações de fiscalização e equipamentos resultam em 230 autuações, em média.
De janeiro a outubro deste ano, foram registrados 602 acidentes com vítimas no Anel Rodoviário, correspondendo a um aumento de cerca de 13,5% em relação ao mesmo período de 2015 (521 registros) . Ocorreu, também, aumento de, aproximadamente, 12,6% no número de pessoas feridas em decorrência de acidentes de trânsito (de 663 para 759). Em relação ao número de pessoas que vieram a óbito em acidentes de trânsito houve um aumento de 38,71% (de 19 para 31), segundo o BPMRv. “Percebemos que muitas dessas vítimas estavam sem cinto de segurança, obrigatório inclusive no banco de trás, há quase 20 anos, e ainda muito esquecido”, afirma o Tenente Barreiros. As medidas de segurança são necessárias inclusive para os pedestres. Em relação ao número de óbitos de pedestres, houve um aumento de cerca de 85,7% em relação ao ano de 2015 (de 07 para 13), sendo que, via de regra, ocorreram próximos às passarelas instaladas.
Visando coibir o excesso de velocidade, atualmente estão instalados 29 radares em todo o Anel Rodoviário. Do número total de equipamentos, 10 ainda aguardam homologação pelo DNIT para entrar em funcionamento e estão sob responsabilidade da Concessionária Via 040, empresa responsável pela administração do trecho do Anel Rodoviário que abrange a rodovia BR040.
A PMMG, por meio de seu Batalhão de Polícia Militar Rodoviária, vem buscando, de forma constante meios para reduzir as estatísticas de acidentes de trânsito, evitar perdas de vidas e manter o Anel Rodoviário com fluidez compatível com suas condições de engenharia.
FONTE: Assessoria de Imprensa 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário