Scania apoia o Outubro Rosa e todas as mulheres do Brasil

As mulheres são fortes e provam isso todos os dias, seja à frente de uma empresa, gerenciando suas famílias, dirigindo pelas estradas do Brasil e até cuidando de tudo isso ao mesmo tempo. Apesar de todas essas responsabilidades, ela tem também a missão de cuidar de sua saúde e o Outubro Rosa esta aí para lembrar a importância de se preocupar com o fato de seus exames estarem em dia e com a prevenção contra o câncer de mama.
A Scania se inspira diariamente em todas essas mulheres e, por isso, apoia o movimento mundial de mobilização contra a doença. Então, já que é pra falar de como a mulher traz inspiração para a marca, você vai conferir uma matéria pra lá de especial sobre as mulheres que realmente fazem acontecer.
Em agosto, um caminhão rosa saiu da fábrica da Scania Brasil, em São Bernardo do Campo (SP), para seguir para a cidade de Tubarão, em Santa Catarina. Curiosos que somos, fomos ver quem era a condutora daquele veículo.
Rosa até no caminhão
Néia Elineia Silva de Farias foi motorista de caminhão durante 15 anos e também a responsável pela compra do tão bonito veículo rosa.  Se aventurando pelas estradas de todo o país, Neia carregava sal ou gesso em São Paulo e tinha como seu destino final, Fortaleza. “Eram aproximadamente cinco mil quilômetros percorridos, de 30 a 40 dias fora de casa. Antigamente era muito complicado viver na estrada, era difícil lavar roupa, comer ou dormir com segurança”, conta.
A paixão pela estrada fez com que nada disso fosse um empecilho e o caminhão rosa veio para agregar valor à transportadora que tem com o ex-marido. À frente da área de operações, Neia é responsável por levar o caminhão para trocar o óleo, fazer todas as manutenções e carregamentos. “Apesar de hoje já ter muita mulher dirigindo caminhão no Brasil, a prática ainda causa estranheza para algumas pessoas”,  conta a motorista, que sempre foi muito respeitada por todos os colegas que fez nas estradas.
Para ela, não existe motivo de orgulho maior do que ver outras mulheres no volante. “Toda vez que encontro uma colega dirigindo eu peço pra abraçar, acho lindo e quero muito um dia voltar a fazer isso”, afirma. Agora com uma filha pequena e cuidando da empresa, as estradas ficaram um pouco de lado e ela aproveita para matar as saudades das longas viagens quando pode. “Vou  viajar sozinha de caminhão nas minhas férias. Serão 15 dias de percurso, aproveitando o caminho e matando as saudades da profissão que me fez muito feliz e, claro, com o caminhão rosa”, finaliza, orgulhosa.
FONTE: Scania 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário