Quem tiver 20 pontos na carteira vai ficar pelo menos 6 meses sem dirigir

Quem atingir 20 pontos na carteira de motorista no período de um ano vai ficar mais tempo proibido de dirigir. A partir de 1.º de novembro, a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passa a ser de no mínimo 180 dias (seis meses), podendo ser ampliada para 240 dias (oito meses) no caso de reincidência. Atualmente, esse período é de 30 dias. A alteração no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) também vem acompanhada do aumento de até 65% nas multas de trânsito.
Os novos valores variam entre R$ 88,38 e R$ 293,47. O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) informou que as mudanças para as quatro modalidades de multa previstas em lei representam a correção pela inflação do período de outubro de 2000 a abril de 2016.
A infração leve engloba dirigir sem os cuidados indispensáveis de segurança, estacionar a 50 cm do meio-fio ou no acostamento e parar na faixa de pedestres dentro das cidades. A agora o valor “da punição” será de R$ 88,38. O antigo era de R$ 53,20. As infrações médias, que custavam R$ 85,13, agora virão com ônus de R$ 130,16. Essa categoria penaliza quem para o veículo em pontes, viadutos e na contramão, ultrapassa pela direita ou transita com velocidade inferior a metade da máxima permitida para a via.
Driblar o pedágio, não dar preferência a pedestre e transitar com velocidade de 20% a 50% superior em uma via são infrações graves. As multas custavam R$ 127,69 e serão de R$ 195,23 no bolso dos infratores.
As infrações gravíssimas custarão R$ 293,47 – o valor antigo era de R$ 191,54. Elas penalizam o condutor com 7 pontos na CNH e englobam dirigir sem habilitação ou sem permissão para dirigir ou apostar corrida.

Motoristas embriagados e uso de celular
No caso de motoristas que forem flagrados embriagados na direção ou se recusarem a fazer o teste do bafômetro, a punição será dez vezes mais alta do que a multa gravíssima. O valor passará de R$ 1.915 para R$ 2.934. Em caso de reincidência no período de doze meses, a penalidade será aplicada em dobro.
A reformulação no CTB estabelece também que o uso do celular, ou o simples manuseio do aparelho, passa a ser considerado infração gravíssima – atualmente, a infração é média. O aumento será de R$ 85,13 (multa média atual) para R$ 293,47 (multa gravíssima a partir de 1.º de novembro).
Para onde vai o dinheiro?
A nova lei determina que todos os órgãos públicos municipais, estaduais e federais que emitem as multas de trânsito publiquem anualmente a receita proveniente com as cobranças. O órgão também será obrigado a repassar 5% do valor arrecadado ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (Funset).
O Funset planeja e executa programas, projetos e ações de modernização e aperfeiçoamento das atividades do Denatran relativas à educação e segurança nas estradas. Segundo a nova lei, toda a arrecadação será destinada a atender exclusivamente despesas públicas como sinalização, engenharia de tráfego e campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito. Essas receitas não poderão ser aplicadas em outras finalidades.

Limites de velocidade permitidos
Os limites de velocidade permitidos nas rodovias também sofrerão alterações a partir de novembro. Com a nova lei, fica delimitado que em rodovias de mão dupla pode -se chegar a 110 km/h no caso de automóveis, caminhonetes e motocicletas e 90 km/h para os demais veículos – caminhões, ônibus, etc.
Nas estradas de pista simples, automóveis, caminhonetes e motocicletas podem trafegar a 100 km/h, e os demais veículos, a 90 km/h.
Entre os meses de janeiro e setembro de 2016, os radares da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) registraram 145.846 veículos rodando acima da velocidade máxima permitida. Quase metade (71.404 autuações) foram aplicadas nos três primeiros meses do ano, período em que há fluxo intenso nas rodovias, especialmente no Litoral.
Segundo a PRE, o tipo de infração que mais atinge os paranaenses é a média, aplicada aos veículos que transitaram até 20% acima do limite da velocidade máxima permitida.
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

14 comentários:

  1. e quem precisa da habilitaçao para trabalhar vai fazer o que durante seis meses ser sustentado pelo governo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No minimo da o cu pro governo pq a federal nao multa o governo por fazer eu trafega em pista ruim com pessimas condicoes meu Deus acaba esse mundo logo pq aqui so manda quem tem dinheiro se os caminhoneiros nao para esse brasil orrivel que nao merece nem letra maiuscula tava frito o governo q mata a sociedade classe media baixa devez joga pa pobre Indiginado eu estou

      Excluir
  2. Meu fi quem perde a abilitaçao por multa que se vire pra se sustenta quem manda faze cagada no transito se nao que perde a carta que ande conforme a lei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Admiro você falar em lei naste país acho que tá dando palpite onde não é chamado pé de breque.

      Excluir
    2. Admiro você falar em lei naste país acho que tá dando palpite onde não é chamado pé de breque.

      Excluir
    3. Engraçado com comentário do colega sobre "abilitação".

      Mas hj em dia as pontuações estão muito rigorosa, no caso de pessoas que usam o carro o dia inteiro, perder por 20 pontos e uma pessoa que quase não usa o carro, é dificil de aceitar.

      Excluir
    4. O amigo ali em cima q falo que sevire!! Garanto que eh um dos pe de breq q andam se arastando pela estrada que nos motoristas estamos virando noite a fora pra levar comida para a casa de milhoes de brasileiros com camimhos pesados conpridos ! Como que vamos ter a mesma quantia de pontuasao de um veiculo de pekeno porte por exenplo ao crusar uma sinaleira as veses por estar com muito peso nao da tenpo de passa e tomamos multa cade o governo corupto que cada ves mais logra nois brasileiros cade vcs tao acabando com a dignidade do povo brasileiro mais quero ve oq vcs vao faser daq uns tenpo se nao aver mais motoristas p levarem comida p casa de vcs

      Excluir
    5. E isso ae parceiro nos motoristas de caminhão e onibus n temos o minimo de valor pra ele to com VC ✌��

      Excluir
  3. Só fazem coisas para prejudicar sou motorista profissional vivo da profissão a 40 anos com esta indústria de multas existente neste país é impossível você não ter 20 pontos especialmente como no meu caso que trabalho dia e noite conduzindo uma carreta e ter que cair nas pegadinhas que estes ladrões fazem nas rodovias sem estar de acordo com o código nacional de trânsito é ninguém faz nada se você faz recursos são sempre indeferido este país está podre infelizmente.

    ResponderExcluir
  4. Só fazem coisas para prejudicar sou motorista profissional vivo da profissão a 40 anos com esta indústria de multas existente neste país é impossível você não ter 20 pontos especialmente como no meu caso que trabalho dia e noite conduzindo uma carreta e ter que cair nas pegadinhas que estes ladrões fazem nas rodovias sem estar de acordo com o código nacional de trânsito é ninguém faz nada se você faz recursos são sempre indeferido este país está podre infelizmente.

    ResponderExcluir
  5. AUTORIDADES NÃO ESTÃO NEM AI COM OS MOTORISTAS SÓ PENSAM EM PENALIZA-LOS ESSA É A UNICA FORMA DE FAZE-LOS ABANDONAR A PROFISSÃO E DIGO MAIS AINDA É A UNICA PROFISSÃO QUE TRABALHADOR É PUNIDO

    ResponderExcluir
  6. Bem certinho só querem roubar as pessoas viajo diariamente por todo o Brasil e pensar que vc possa pegar 3 ou quatro multas por ano quase impossível , as estradas e a cara do Brasil lugar de ladrão querem ocupar cadeiras para roubar quem trabalha !

    ResponderExcluir
  7. MERDA DE PAÍS .....

    ResponderExcluir
  8. Fala pra esse otario ai como facil tomar pontos com caminhao,pasta ter uma luz da lanterna queimada,um lacre violado,uma luz de freio varias outras coisas que ele nem imagina o que passamos na estrada pra colocar o que comemer pro bonitinha falar merda ,no mimimo deve ser um filhinho de papai kkkk otario.

    ResponderExcluir