Um em cada 4 caminhões de cana usa lona para evitar acidentes

A cada quatro caminhões de transporte de cana-de-açúcar que passam por rodovias que cortam Catanduva, um usa lona de proteção. A reportagem de O Regional percorreu por dois dias as rodovias que cortam a cidade e constatou a situação. A partir de junho de 2017, o motorista que for flagrado sem o uso de lonas poderá pagar multa no valor de R$ 127,69, além de perder cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Nossa reportagem percorreu as rodovias Washington Luís, Comendador Pedro Monteleone, Cesário José de Castilho e estrada vicinal José Fernandes. A minoria está procurando se adaptar a medida neste ano. Entre os flagras, nossa reportagem viu caminhões com a carga extrapolando o limite, além de veículos que apesar de terem a proteção, continuavam carregando a matéria prima sem o uso da lona.
Os flagras servem de alerta já que a medida do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) deveria ter entrado em vigor a partir do dia 1º de setembro, mas representantes do setor alegaram dificuldades em adaptar às novas normas. Com consequência, o Contran adiou mais uma vez a cobrança sobre a utilização de lonas ou “dispositivo similar” em caminhões que transportam cana-de-açúcar.  A medida foi feita por meio de uma Resolução publicada no Diário Oficial da União.
A determinação do adiamento do prazo para a cobrança para que os transportadores de cana-de-açúcar utilizem lonas de proteção em seus caminhões está na Resolução nº 618. A utilização de lonas ou “dispositivo similar” em caminhões canavieiros só é obrigatória em vias públicas em todo país a partir de junho de 2017. A cobertura com lonas de todas as cargas de sólidos a granel é obrigatória desde junho de 2013. 
A cobertura com lonas em todas as cargas de sólidos a granel é obrigatória desde junho de 2013 e foi determinada pela resolução 441, também do Contran. Em 2014, o conselho havia publicado uma resolução que liberava até o dia primeiro de setembro 2016 os caminhões usassem obrigatoriamente lonas no transporte de cana-de-açúcar em vias públicas. No mercado, os proprietários de caminhões canavieiros encontram três tipos de “kit cobertura” com acionamento hidráulico, pneumático e manual.
O “kit cobertura”, como é conhecido o pacote de acessórios para atendimento à Resolução, tem o objetivo de proteger as cargas e evitar o derramamento de resíduos em vias públicas, diminuindo também, a possibilidade de ocorrência de acidentes por esse motivo. Vale lembrar que, trata-se de um investimento importante, que evita prejuízos financeiros e o comprometimento da CNH dos motoristas.
FONTE: O Regional 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário