Roubo e furto de veículos pesados crescem 12,95% no segundo trimestre

O Grupo Tracker, que atua com rastreamento e localização de veículos do Brasil, registrou um aumento de 12,95% no número de acionamentos de caminhões e cargas roubadas ou furtadas no segundo trimestre de 2016, comparado com os primeiros três meses do ano. Foram 139 ocorrências entre abril e junho, contra 121 entre janeiro e março.
Para o diretor Nacional de Operações do Grupo Tracker, Carlos Alberto Betancur Ruiz, uma das explicações para este aumento é a queda exponencial dos valores de fretes. “Muitos trabalhos deixaram de ser feitos por transportadoras e passaram a ser feitos por particulares, que, por sua vez, deixaram de pagar sistemas de rastreamento por GPS e estão utilizando apenas a radiofrequência”, disse.
Analisando toda a base da empresa, foram 1.324 ocorrências envolvendo automóveis, caminhões, motos e utilitários entre abril e junho deste ano, uma queda de 2,11% em relação ao primeiro trimestre de 2016. A modalidade “Automóveis” registrou queda de 6,51%, “Motos” caiu 29,47% e “Utilitários” teve alta de 9,52%.
O Grupo Tracker pertence ao Tracker VSR Group, que está presente em 13 países, entre eles Colômbia, Venezuela, América Central e Espanha. Atualmente é a maior empresa de rastreamento do país, oferecendo produtos para os mercados Segurador, Transporte e Logística, Construção Civil e Agrícola, além de veículos de passeio.
FONTE: Frota e Cia 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário