Greve pode deixar postos da Petrobras sem combustível

Começou na manhã desta segunda-feira greve dos funcionários da BR Distribuidora. Vários caminhões com combustíveis estão parados na porta da empresa, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O movimento promete se estender pelos próximos cinco dias, em protesto contra a privatização da subsidiária. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Minérios e Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Sitramico/MG), Leonardo Luiz de Freitas, os efeitos da paralisação deverá ser sentido ainda esta semana.
Ele informou que, neste domingo, houve carregamento normal para impedir o desabastecimentos na rede de postos da Petrobras nesta segunda e nesta terça-feira. Mas, se o movimento continuar, a partir de quarta, poderá faltar combustível nesses postos, em todo o estado. De acordo com Freitas, 800 carretas saem diariamente do terminal em Betim para abastecer os postos BR.
A greve foi aprovada pelos trabalhadores durante assembleia e, segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), tem adesão de funcionários da estatal também nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Sul. Em seu site, a entidade divulgou apoio à mobilização. O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Minaspetro) prometeu se manifestar mais tarde.
O em.com.br procurou a BR Distribuidora e também aguarda posicionamento da empresa.
FONTE: Estado de Minas 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. e triste ver como funcionarios estatais nao pensam nem um pouquinho no povo tem salarios astronomicos comparados a nos e ainda reclamam de tudo quando ja e publico e notorio que a maioria nao pode mais se sacrificar para manter regalias de uma minoria

    ResponderExcluir