Setor de implementos fecha semestre com queda de 30,61%

O setor de Implementos caiu 30,61% no primeiro semestre deste ano. De acordo com a NAFIR (associação que agrega fabricantes do setor),  no período foram entregues
31.845 unidades contra 45.894 nos primeiros seis meses do ano passado. A retração maior aconteceu no segmento de leves (carroceria sobre chassi), com 19.219 unidades contra 31.218 no primeiro semestre de 2015.
Nos últimos 12 meses – de julho de 2015 a junho de 2016 – o setor emplacou 74.266 unidades, contra 128.817 unidades no mesmo período entre julho de 2014 e junho do ano passado, representando uma queda de 42,34% em 12 meses. Alcides Braga, presidente da ANFIR, observa que a projeção anualizada indica a dimensão do tamanho do recuo do mercado que a indústria está vivenciando no momento.
A  retração no setor de Pesados (reboque e semirreboque )  foi menor, de 13,97% (12.626 unidades contra 23.676 unidades emplacadas foi menor em relação aos produtos Leves, porém, de acordo com o diretor executivo da ANFIRr, Mário Rinaldi, em termos de volume de negócios a queda no setor de Pesado é muito mais impactante do que o de Leve, por causa do maior valor dos produtos.
Pelas  projeções da ANFIR, o ano de 2016 deverá ser encerrado com cerca de 75 mil unidades emplacadas, sendo 25 mil Pesadas e 45 mil Leves, devendo haver uma queda no total geral em torno de 30%. Apesar de reconhecer atualmente a indústria de implementos conta com metade da mão de obra que havia em 2014, Alcides Braga diz que embora os volumes estejam num patamar muito baixo, a situação parou de piorar e que a tônica nas reuniões em relação ao setor tem sido positivas.
FONTE: O Carreteiro 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário