Policiais rodoviários federais são presos por exigir propina

Dois policiais rodoviários federais foram presos em flagrante, em Imbaú, nos Campos Gerais do Paraná, suspeitos de cometerem crime de concussão – quando um servidor exige para si ou terceiros vantagens indevidas. 
Segundo o Ministério Público Federal (STF), os agentes exigiram propina para não aplicar multa ou apreender o veículo de um caminhoneiro. A prisão ocorreu em 22 de junho e foi divulgada na quinta-feira (30). A dupla está detida no Presídio Hildebrando de Souza, em Ponta Grossa.
A ação foi motivada por diversas denúncias de irregularidades no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Imbaú, na BR-376. As investigações ocorreram com a parceria do Ministério Público Federal, Polícia Federal e Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal.
Durante o cumprimento das prisões, segundo o Ministério Público Federal, foram encontrados com os policiais rodoviários mais de R$ 2 mil em espécie e um cheque no valor de R$ 250,00 do Banco Sicredi, que teria sido entregue pelo caminhoneiro.
Por meio da assessoria de imprensa, a Polícia Rodoviária Federal afirmou que está atenta a desvios de conduta dos servidores e que, em cooperação com os demais órgãos de fiscalização, investigação e controle, age sempre para preservar os princípios morais e éticos que devem reger as atividades da instituição.
FONTE: G1 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

6 comentários:

  1. tai uma coisa que nunca vou entender . funcionario publico federal com estabilidade garantida , excelentes beneficios tendo esse tipo de atitude .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eles pegam propina é pq alguém deu. Tá aí uma coisa que vc não entende com os fretes de tudo até o que vc come e veste está defazado e o caminhão nunca está totalmente em dia. As vezes é pouca coisa um pneu meio careca entre 22 pneus. Eles multam. As coisas só aumentam. Mas não por causacausa do frete. Que o frete não sobe. Esses aumentos são mais uma ganância de quem vende ou fabrica as coisas. Mas enfim. Essa propina ajuda muito o transporte. Se quer saber. Mas enfim é errado. Assim como ninguém quer saber de onde vem as coisas quando vai no mercado fazer compra. Né. Infelizmente são assim que funcionam as coisas aqui no Brasil.

      Excluir
    2. Se eles pegam propina é pq alguém deu. Tá aí uma coisa que vc não entende com os fretes de tudo até o que vc come e veste está defazado e o caminhão nunca está totalmente em dia. As vezes é pouca coisa um pneu meio careca entre 22 pneus. Eles multam. As coisas só aumentam. Mas não por causacausa do frete. Que o frete não sobe. Esses aumentos são mais uma ganância de quem vende ou fabrica as coisas. Mas enfim. Essa propina ajuda muito o transporte. Se quer saber. Mas enfim é errado. Assim como ninguém quer saber de onde vem as coisas quando vai no mercado fazer compra. Né. Infelizmente são assim que funcionam as coisas aqui no Brasil.

      Excluir
  2. Estou vendendo meu caminhão, pois a PRF da via Dutra quando me para arruma qualquer coisa para me arrancar dinheiro, da última vez me parou e quiz o registro do tacógrafo, eu disse que estava sem porém estava tudo em ordem e que ele poderia puxar pelo renavan. O policial disse que iria prender o veículo no patio de São José dos campos. Disse a ele que iria na corregedoria, com medo de pedir o dinheiro que era certo que iria fazer. M mandou prosseguir a viagem. Na verdade tenha medo de dois tipos de bandidos. O primeiro usa uniforme da policia e o outro não. As pessoas ficam com medo de serem paradas por esses ratos. Cansei não quero mais o caminhão. Chega de propina e falta de educação. Os camaradas têm fé publica e podem te prejudicar sem dó. Brasil um país de tolos.

    ResponderExcluir
  3. Complicado para todos brasileiros do transporte rodoviário tanto de carga como de passeio país está uma vergonha devido algumas pessoas que colocaram o dinheiro acima de tudo...

    ResponderExcluir
  4. Um dos concursos públicos mais concorridos do país e esses idiotas não dão valor.

    ResponderExcluir