JSL adquire 152 caminhões Mercedes-Benz Axor

A Mercedes-Benz realizou a venda de 152 caminhões extrapesados Axor 3344 6x4 para a JSL, maior operadora logística rodoviária do Brasil. São 120 unidades do cavalo mecânico e mais 32 do modelo plataforma, direcionados para operação canavieira fora de estrada.
“Essa venda é ainda mais expressiva porque inclui também 19 caminhões semipesados Atego 1726 4x4 para uso em manutenção de rede elétrica no Rio Grande do Sul”, afirma Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing & Peças e Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Isso reafirma a confiança da JSL – que é líder de mercado em sua área de atuação – em nossos caminhões e nas soluções que a marca oferece para suas demandas, o que inclui um amplo portfólio de produtos e serviços de pré e de pós-venda. Como, aliás, ficou demonstrado em janeiro, com a aquisição de 100 vans de passageiros Vito Tourer pela JSL para uma de suas empresas, a Movida Aluguel de Carros”.

Caminhões Mercedes-Benz asseguram economia, conforto e força
De acordo com Fábio Velloso, diretor-executivo da JSL, o elevado nível de economia, conforto, força e desempenho proporcionado pelos caminhões Mercedes-Benz Axor e Atego foram fundamentais nessa nova decisão de compra. “Além disso, a robustez e a resistência destes veículos nas severas aplicações fora de estrada proporcionam um excelente padrão de produtividade e disponibilidade, assegurando a rentabilidade esperada em nossas operações de transporte e logística”, ressalta o cliente. “Destaco ainda o pós-venda da Mercedes-Benz e o atendimento abrangente de sua Rede de Concessionários, o que nos dá tranquilidade e confiança, afinal, operamos em todas as regiões do Brasil”.
Fábio Velloso informa ainda que os 152 caminhões Axor serão utilizados de maneira mista, tanto para serviços de transporte e logística que a JSL presta a seus clientes, como para locações. “Somos pioneiros no Brasil no que se refere ao aluguel de veículos pesados, alternativa que amplia o portfólio de serviços que oferecemos para atender a demandas específicas do mercado. Nesse sentido, contar com produtos confiáveis, como os da Mercedes-Benz, nos ajuda a oferecer um serviço de qualidade, visando à satisfação dos nossos clientes”.  

Versatilidade amplia as vantagens proporcionadas pelo Axor
Os caminhões extrapesados Axor também se destacam no mercado pela versatilidade de aplicação. Eles são indicados para o transporte rodoviário de carga e para operações de logística em curtas, médias e longas distâncias, bem como para as severas aplicações fora de estrada.
De acordo com Roberto Leoncini, o Axor atende às exigências e expectativas do mercado e dos clientes, consolidando-se, cada vez mais, como o caminhão extrapesado de melhor custo/benefício. “Isso se deve ao fato de estarmos ouvindo com muita atenção o que as estradas nos dizem. O Axor tem muito a oferecer aos transportadores do segmento rodoviário e logística, como também está preparado para atender as operações fora de estrada, oferecendo baixo custo de manutenção e uma excelente disponibilidade para a operação”, diz o executivo.
A linha de caminhões rodoviários Axor é composta por cavalos mecânicos com CMT (capacidade máxima de tração) de até 80 toneladas, indicados para tracionar semirreboques até 3 eixos convencionais ou distanciados com PBTC de 48,5 a 53 toneladas, bitrem com PBTC de 57 toneladas e bitrenzão/rodotrem com PBTC de 74 toneladas. Eles estão preparados para operar com os mais variados tipos de implementos, como baú de alumínio, isotérmico e frigorífico, graneleiro, sider, cegonheiro, tanques para líquidos e gases, porta contêiner e outros.
Para as aplicações fora de estrada, a linha Axor oferece CMT (capacidade máxima de tração) de até 123 toneladas, nas versões cavalo mecânico, plataforma e basculante. Eles foram desenvolvidos para severas operações da agroindústria canavieira e madeireira, mineração, construção civil e obras de infraestrutura, caracterizadas por locais sem pavimentação, pistas de terra e cascalho, topografia irregular e grandes aclives e declives.
FONTE: Mercedes-Benz 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário