Depois de 15 dias presos pela neve, caminhoneiros são liberados

Os caminhoneiros concordienses conseguiram liberação, nesta quinta-feira, 16, para seguir viagem depois de ficarem 15 dias presos por conta de uma nevasca que atinge regiões da Argentina e do Chile. Cerca de sete concordienses, além de outros motoristas da região, estavam parados na região de Uspallata, cidade argentina, esperando que a nevasca diminuísse.
Segundo o concordiense Itamar Luiz Rovani, havia expectativa que a liberação ocorresse ainda na quarta-feira, mas apenas parte dos motoristas que estavam parados conseguiu seguir viagem. No total, segundo Rovani, havia mais de 400 carretas paradas esperando o tempo melhorar. O motorista, agregado ao Transportes Silvio, havia carregado há quase um mês uma carga de peito de frango e leva o produto para o Chile. Nesta quinta, a temperatura marca cerca de - 7ºC onde ele estava.
Em recente entrevista, Rovani disse que os problemas no local eram muitos, especialmente com a precariedade de locais para se abrigar. Foi a primeira vez que ele viveu uma situação como esta. O exército chileno tem auxiliado os moradores das cidades próximas à Cordilheira, onde estão os caminhoneiros, e que enfrentam a nevasca. As temperaturas, na semana passada, chegaram a fica em -20ºC. 
FONTE: Rádio Rural 

Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário