Volvo FH16 e I-Shift com marchas super-reduzidas puxam 750 toneladas

No novo filme da  Volvo Trucks "Volvo Trucks vs 750 Toneladas", um FH16 com transmissão I-Shift e marchas super-reduzidas enfrenta o desafio de transportar uma carga extremamente pesada. Na cabine do Volvo FH16 vão Magnus Samuelsson, o homem mais forte do mundo, e Brian Weatherley, jornalista especializado em caminhões, prontos para o desafio de puxar as 750 toneladas.
No porto de Gotemburgo, na Suécia, 40 contêineres repletos de peças de reposição da Volvo pousam sobre 20 reboques e formam um trem rodoviário de 300 metros de comprimento. Somado ao caminhão, são ao todo 750 toneladas. A missão: pegar um Volvo FH16 de 750 toneladas parado e colocá-lo em movimento, percorrendo uma distância de 100 metros.
"No mercado de caminhões produzidos em série, não há nada igual à tração inicial da I-Shift com marchas super-reduzidas. A nova relação dessas marchas permite transportar cargas muitíssimo pesadas, sair da imobilidade em terrenos difíceis e dirigir em velocidades de até 0,5 km/h. Costuma-se usar caminhões especializados para cargas excepcionalmente pesadas, mas aqui usamos o Volvo FH16 com trem de força saído direto da fábrica", conta Peter Hardin, gerente de produto do FM e do FMX na Volvo Trucks.
O Volvo FH16 usado no teste conta com I-Shift e marchas super-reduzidas e os eixos mais robustos da série regular de produtos da Volvo. O caminhão é dirigido por Magnus Samuelsson, ex-detentor do título de "Homem Mais Forte do Mundo".
"Poucas coisas chegam perto da sensação de superação e vitória sobre as limitações físicas de uma pessoa. Já enfrentei desafios dificílimos ao longo dos anos, mas este é de longe o mais pesado", entrega Magnus Samuelsson.
A seu lado está o experiente jornalista Brian Weatherley. "É impressionante como a Volvo Trucks conseguiu desenvolver uma transmissão automática capaz de transportar 325 toneladas brutas de peso combinado. Mas enfrentar mais de 700 toneladas de Peso Bruto Combinado com um único caminhão de produção regular é realmente inacreditável. Nos meus 30 anos como jornalista da área, nunca vi nada igual".
De acordo com Alvaro Menoncin, gerente da engenharia de vendas da Volvo no Brasil, a impressionante performance do caminhão, ao puxar 750 toneladas, demonstra toda a Robustez e tecnologia dos caminhões da marca. “Inovação, na Volvo, é algo que não tem limite.  Esta solução, com caixa supre reduzida, permite ao FH enfrentar os transportes mais severos com maior produtividade e segurança”.

ASSISTA: 

Especificações do caminhão
- Volvo FH16 750 cv na configuração padrão, contando com os eixos mais fortes da série regular de produtos da Volvo.
- Para lidar com a pressão no eixo de direção, o platô sob a quinta roda também foi reforçado.

Como o desafio foi resolvido
- Antes de o experimento ser executado, várias medidas de segurança precisaram ser adotadas. Por exemplo, os acoplamentos entre os 20 reboques foram verificados com precisão e a pressão do ar em todos os 204 pneus foi ajustada nos mínimos detalhes.
- Foram colocados 40 contêineres nos reboques. Os contêineres foram carregados aos pares, um em cima do outro.
- Ao todo, o peso total do caminhão, dos reboques e dos contêineres excede 750 toneladas.
- O caminhão transportou o equipamento por 100 metros.

Outras formas de expressar o que são 750 toneladas
- 57 caminhões Volvo FH16
- 350 carros Volvo XC90
- 150 elefantes adultos
- 4 aviões Boeing 747 Jumbo
- Um pouco mais de 4,5 turbinas eólicas

Fatos I-Shift com marchas super-reduzidas
- A I-Shift com marchas super-reduzidas é um passo além na transmissão automática I-Shift da Volvo Trucks.
- A nova versão da I-Shift foi especialmente desenvolvida para excelente tração de arranque e para dar conta de velocidades ultrabaixas.
- A I-Shift com marchas super-reduzidas pode ir a até 0,5-2 km/h e arrancar enquanto transporta 325 toneladas, uma conquista sem igual para caminhões produzidos em série com transmissão automática.
- A transmissão está disponível com diversas opções de transmissão direta e overdrive, com relação de um ou dois para as marchas super-reduzidas. É possível também especificar duas marchas a ré super-reduzidas.
- As marchas super-reduzidas são adicionadas à caixa de transmissão I-Shift regular. Para lidar com as altas cargas envolvidas, vários componentes são feitos de materiais de alta resistência. A caixa de transmissão tem 12 cm a mais que a unidade I-Shift regular.
- A I-Shift com marchas super-reduzidas pode ser encontrada nos motores de 13 e 16 litros da Volvo Trucks nos modelos Volvo FM, Volvo FMX, Volvo FH e Volvo FH16.
FONTE: Volvo 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário