Indústria de implementos pode acumular perda de 103 mil produtos

A estimativa de emplacamentos de implementos rodoviários para 2016 indica que o setor poderá acumular uma perda de 103 mil produtos. Esse total é a soma da queda registrada em 2015 sobre 2014 e da provável queda de 2016 sobre 2015 e representa o total emplacado há nove anos, em 2007.
Para este ano a Anfir estima que serão distribuídos 56,6 mil unidades, o menor patamar já registrado na história do setor desde que as estatísticas começaram a ser compiladas pela entidade. “A indústria está em uma situação crítica de queda acentuada em seu desempenho e ociosidade crescente”, alerta Alcides Braga, presidente da Anfir. Com emplacamentos de 56,6 mil unidades o percentual aproximado da indústria em atividade chegará no final do ano a pouco menos de 30% de sua capacidade.
O levantamento do primeiro trimestre de 2016 aponta para essa direção. De janeiro a março a indústria produtora de implementos rodoviários entregou 15.640 unidades, ante 23.640 em igual período de 2015 o que representa retração de 32,46%.
No segmento de Reboques e Semirreboques foram emplacados 6.150 produtos contra 6.950 no primeiro trimestre do ano passado. Já no mercado de Carroceria sobre chassis foram entregues 9.490 produtos ante 16.206 no exercício anterior. “A situação está bastante complicada para as empresas que já passaram por um ano de retração forte como 2015”, afirma Mario Rinaldi, diretor Executivo da Anfir.
“As discussões entre governo e oposição tem contribuído para paralisar a atividade econômica e reduzir o clima de confiança da iniciativa privada nacional e estrangeira”, avalia o presidente da Anfir.
FONTE: Anfir 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário