Bloqueio na BR-163 em Nova Mutum é retomado em protesto contra o governo

A BR-163 em Nova Mutum foi novamente fechada, esta manhã, pelo impeachment da presidente Dilma e a nomeação de Lula, para ministro da Casa Civil. A confirmação foi feita pela concessionária que administra a rodovia. Os manifestantes se concentram no trevo da saída para Cuiabá. Ontem, eles haviam interditado o mesmo trecho por volta das 12h30 de liberaram somente no final da tarde. Não há previsão de liberação temporária e longas filas de carros, caminhões e carretas são formadas. A interrupção do tráfego também pode ser retomada em outras cidades do Norte e Médio-Norte, como Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde, além de Cuiabá e Rondonópolis. 
Em Sinop, ontem, cerca de 700 pessoas se concentraram na 163 depois de ato de apoio à justiça federal, onde houve manifestos para que as investigações e combate a corrupção continuem. O bloqueio começou por volta das 16h50 e só foi desfeito à noite. Em Sorriso, foi pela manhã e à tarde durou aproximadamente 6 horas. Em Cuiabá, Nova Mutum e Rondonópolis a duração foi menor e também foi até o final da tarde. A Polícia Rodoviária Federal confirmou que em todos os locais os protestos foram pacíficos e não houve incidentes. 
Em Sorriso, o bloqueio atingiu as expectativas dos organizadores e mobilizadores. Em Nova Mutum, a iniciativa do protesto foi de empresários e profissionais liberais que tiveram adesões de moradores e representantes de algumas entidades. O bloqueio durou algumas horas. 
Em Cuiabá, a PRF confirmou o bloqueio foi na BR-364 no km 398. Na avenida do CPA, próximo a sede da Superintêndia da Polícia Rodoviária Federal, moradores cantaram hino nacional, gritavam "fora Dilma". Havia aproximadamente 150 manifestantes. Na praça Santos Domunt, cerca de 60 pessoas protestaram contra a presidente e o ex-presidente Lula.  
FONTE: Só Notícias 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário