Senado aprova uso obrigatório de farol baixo nas rodovias durante o dia

A Comissão de Constituição Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou nesta quarta-feira (24) o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 156/2015, que torna obrigatório o uso de farol baixo, durante o dia, nas rodovias. A proposta ainda será votada pelo Plenário do Senado.
A justificação do projeto aponta a pouca visibilidade como uma das principais causas de acidentes de trânsito nas rodovias. Apesar de o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) já ter editado uma resolução recomendando o uso de farol baixo nas rodovias durante o dia, o entendimento é de que só uma norma com força de lei levaria os motoristas a adotar a medida.
Na opinião do relator, senador José Medeiros (PPS-MT), o projeto merece ser aprovado e tem o mérito de “buscar um trânsito mais seguro.”
“Trata-se da imposição de um procedimento bastante simples e de baixo custo que poderá aumentar a segurança nas estradas e assim contribuir para a redução da ocorrência de acidentes frontais nas rodovias e, consequentemente, salvar inúmeras vidas”, avaliou Medeiros.
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. A idéia não é ruim , é obvio que o farol mesmo de dia ajuda na visibilidade , mas isso aquí é Brasil , e com tantos outros fatores mais determinantes de acidentes e que deveríam já ter legislação vigente a respeito , não são de longe cogitados , nesse exato momento estou com um amigo desaparecido na famigerada região entre IBÓ/BA e SALGUEIRO/PE onde faz muito tempo que quadrilhas dominam a região matando constantemente caminhoneiros e absolutamente ninguém toma a menor providência para se criar leis mais rigorosas que coíbam crimes nas rodovias que matam milhares de pessoas ! Mas quem sabe com os faróis acesos , sem radio px , sem gás para cozinhar , com a plaqueta no parachoque trazeiro , usando Arla , tendo os pneus com o mesmo desenho , fazendo o recadastramento da ANTT ao custo de R$700,00 e só via sindicato , fazendo o exame anti drogas , e mais uma cacetada de normas eleis , vamos trabalhar em segurança e sendo protegidos , talvez pelas quadrilhas que já dominam mais do que as consessionárias que operam as estradas !

    ResponderExcluir
  2. Não seria contra se este país fosse realmente dirigido por políticos sérios, para mim é mais uma forma de aumentar a arrecadação sob o pretexto de aumentar a segurança na estrada e aumentar o lucro da indústria de autopeças. Não vejo a necessidade da obrigatoriedade, pois, tenho verificado que muitos já tem utilizado o farol ligado nas estradas durante o dia, razão pela qual me faz pensar desta forma, é apenas mais uma forma de arrecadar.E digamos que teu farol queime durante a viagem, acontece e muito e um policial te aborde, será que ele vai acreditar em você, por mais que tenha checado o funcionamento dos faróis e feito uma revisão antes da viagem e estava tudo ok? Claro que não, com certeza vai ser multado. Agora com tanta coisa mais importante pra ser aprovado, estes patifes ficam procurando uma forma a mais de arrecadar, com tantas estradas e ruas ruins pelo país afora e outras coisas a mais, agora vem com essa que andar de farol baixo durante o dia vai aumentar e muito a segurança nas estradas, como de fato até aumenta, mas, dizer que vai ser a salvação para um trânsito seguro, isso para mim, não passa de mais um assalto a mão armada. Como podemos ver, foram feitas inúmeras leis para "aumentar a segurança no trânsito", pra não dizer diretamente segurança financeira para os governos, está aí o resultado, a cada dia e ano os acidentes só aumentam e o governo arrecadando cada vez mais com isso. É complicado.

    ResponderExcluir
  3. Na minha opinião esse Senador e a CCJ devia brigar para que o governo e o DNIT libere a verba pra pagar as construtoras que estão fazendo as obras de duplicação da BR 163 e estão paradas pois não receberam, e também brigar para duplicar diversas rodovias em nosso país, as BR`s nessas situações, com farol ou sem farol aceso durante o dia vai continuar matando.
    Nossos governantes estão se lixando para quem usa as estradas brasileiras o negocio deles é arrecadar e arrecadar cada vez mais, vamos acordar Brasil cobrar e tentar barrar esses roubos dentro da lei

    ResponderExcluir