Iveco se mantém líder de mercado na Espanha

A Iveco obteve um resultado comercial positivo em 2015 na Espanha, se consagrando como líder de mercado em todos os segmentos de veículos acima de 3,5 toneladas no país. As vendas da marca alcançaram 9.443 unidades, representando aumento de 39,7% sobre o ano anterior. A montadora conquistou também o posto de fabricante de ônibus com maior crescimento do setor, 58% a mais que em 2014.
Em 2015, pelo terceiro ano consecutivo, subiram os registros na venda de utilitários com mais de 3,5 toneladas no país, chegando a 44.902 unidades, 38,9% superior ao mesmo período em 2014. Esse resultado se deve pela recuperação econômica, pela alta no consumo e pela queda dos preços dos combustíveis, especialmente na última parte do ano, além de apoio e incentivos para o mercado.
Como acontece no Brasil e na maioria das economias mundiais, este setor é particularmente sensível ao desempenho econômico, uma vez que está diretamente relacionado com o investimento privado e com o aumento das atividades industriais.

Resultados em números
No segmento de comerciais leves (entre 3,5 e 6 toneladas), a montadora aumentou suas vendas em 45%, com 4.538 unidades vendidas, bem acima do crescimento global deste segmento, que foi de 39,9%.
Com os caminhões pesados (acima de 16 toneladas), a Iveco lidera com 3.578 veículos, o que representa 18,8% do mercado. No setor dos médios (entre 6,1 e 15,9 toneladas), a marca negociou cerca da metade entre todas as unidades vendidas no território espanhol: 49,4%.
Para ônibus e micro-ônibus, a Iveco cresceu ainda mais. Foram 58% em relação a 2014. O principal destaque é o Daily Minibus, atingindo 31,4% do mercado. O modelo tem uma versão inovadora com transmissão automática Hi-Matic de oito velocidades, que garante o melhor desempenho com baixos custos operacionais, ao mesmo tempo proporcionando conforto de condução e baixo consumo de combustível. O veículo também está disponível nas versões 100% eléctrica e GNV.
FONTE: Iveco 
Compartilhe no Google Plus
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário