> | | > Empresa americana quer instalar fábrica de blindados militares em MT

Empresa americana quer instalar fábrica de blindados militares em MT

Posted on 10 de outubro de 2011 | No Comments


A empresa norte-americana Oshkosh Defense, principal indústria global em projeto e fabricação de caminhões táticos militares e veículos blindados sobre rodas, anunciou interesse em instalar uma fábrica de seus produtos em Mato Grosso. O diretor de Desenvolvimento de Negócios Internacionais da empresa, Daniel Raasch, e o secretário estadual de Ciência e Tecnológica, Eliene Lima, discutiram a questão nesta sexta-feira, 7, na sede da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Secitec).
No encontro,  Raasch apresentou os veículos produzidos pela empresa, que são utilizados pela Swat - polícia norte-americana - e que poderiam ser utilizadas pelo Governo estadual nas áreas fronteiriças com a Bolívia.
“A empresa tem o interesse em abrir uma fábrica de produção de artigos de defesa aqui em Mato Grosso, dentro do futuro Parque Tecnológico, e nós temos também o interesse em tê-los conosco. Precisamos ver a viabilidade de haver junto ao governo federal quais os incentivos fiscais que podem ser feitos para fechar essa parceria”, explica Eliene Lima.
O representante da Oshkosh Defense mostrou um vídeo sobre os veículos de defesa de alto desempenho e resistência que poderiam ser adquiridos pelo governo estadual para a defesa territorial. “Caso Mato Grosso adquira esses veículos, a empresa instala no estado uma unidade para fazer a manutenção e reparos nos mesmos” -  explicou o secretário.
Ao final da conversa, ficou definido que haverá um novo encontro nos próximos meses, que será realizado após ser definido onde será construído o 1º Parque Tecnológico de Mato Grosso.
Para a construção do Parque serão necessários R$ 100 milhões, segundo estimativa feita pela Secitec, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat) e a extinta Agecopa. O Governo do Estado tenta junto a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (M C,T,&I), arrecadar parte dos recursos necessários para a construção através de um edital com linha de financiamento não reembolsável (que não precisa ser devolvido) no valor de R$ 15 milhões.